sexta-feira, 18 de maio de 2012

#Congeminações do Baninha | A malandrice...

Olá! Estão bonzinhos? Não? Ó diabo, isso agora... Bom, o que realmente me anda a dar na mona, esta semana... então não é, que o HOLLANDE, apanha um avião, para ir a correr ter com a Merkl, e cai-lhe um raio em cima que lhe ia dando cabo dos "Córtinados" todos daquela geringonça? Aquilo parecia que a Alemã lhe estava a dizer: "Vai para o raio que te parta, Hollandês duma figa!" 

 Já o mesmo não posso dizer do Custódio, "tadito". O rapaz foi apanhado de surpresa, pela convocatória do "Mister" Bento, e ainda deve estar a pensar: "aquela fifia que eu meti, quando jogava no Sporting, em que eu com toda a tranquilidade, fico, e o Simão passa e marca aquele golaço, xiii, impressionou mesmo o selecionador..." Aliás, está provado cientificamente, pela amostra desta convocatória, que para se poder ir à selecção, basta que já não jogue no "Zbording". 

 Os Reis de Espanha, parece..., e digo parece, porque não vi nada oficial, mas dizia eu, parece que esta semana, celebraram os 50 anitos de casados, numa cerimónia privada, tão privada, mas tão privada, que o Rei esteve mesmo para não ser convidado.

Estive a pensar, e descobri que o Pénis, é o ser mais bem educado do mundo. É aquele que se levanta, para a senhora se sentar... 

 E por hoje é tudo, durmam bem, pinem melhor, ah! E não se esqueçam de fazer xixi, antes de dar a "trólitada". Depois, não se queixem de priapismo! Fui!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Consequências do meu pensamento filosófico #24



Estamos num país onde a tourada e o Malato ainda passam em canal aberto. A tourada, para mim, faz sentido ainda passar na televisão, porque temos que ser sinceros: a tourada é um conceito engraçado. Vejam isto numa perspectiva bélica: é um ser humano a enfrentar um touro. Querem melhor premissa para algo que vai dar merda? É impossível. Mas, vá, mesmo assim, não consigo perceber muitas coisas em relação à tourada. 

É uma corrida de touros, mas que, olhando para o público, é patrocinada pela Lacoste. Os forcados que são consideradas pessoas de coragem e de respeito, continuam a vestir-se com leggings. Não consigo perceber, também, essa contestação que se faz aos toureiros, acusando-os de serem pessoas estúpidas. Estúpidas?! No meu ponto de vista, eles são muito inteligentes. Eles, por acaso, vão tourear completamente indefesos? Claro que não! Vão com um puto de um cavalo grande, farpas de metro e meio e o touro tem uma “protecção”. “Protecção” no lombo para aleijar menos ao touro? Não, não. Uma protecção nos cornos, que, curiosamente, é o sítio mais perigoso desse respectivo bovino. Genial. No fundo, a tourada é uma espécie de corrida entre um Fiat Uno e um Lamborghini, só que o Lamborghini só pode usar a primeira mudança. 

Apesar das minhas dúvidas, admito que é um evento muito controverso. Muita gente acusa a tourada de fazer lembrar os combates gladiadores na Roma antiga. Não concordo. Os gladiadores fazem lembrar o Virtual Fighter, a tourada faz mais lembrar o Carmageddon. Vá, e o Saw, porque, é possível que isto tenha sido criado pelo Jigsaw. Já estou a imaginar: apanham o touro, e só depois é que o acordam na arena. 

- Olá bovino da ganadaria “Murteira Brava”. Eu quero jogar um jogo. Neste momento estás numa arena, sem hipótese de escapar. A tua arma mais letal está tapada. Dentro de alguns minutos, este mesmo espaço estará cheio de pessoas que irão aplaudir a tua morte lenta, e toureiros que irão provocar-te imensas dores. Se conseguires sobreviver, terás, depois, 8 homens vestidos de leggings prontos para te imobilizar. Se mesmo assim sobreviveres, mais tarde ou mais cedo, irás virar picanha num rodízio brasileiro. Vá, eu admito, estás fodido! Viver ou morrer faça a sua escolha. 

sexta-feira, 11 de maio de 2012

#Congeminações do Baninha | Um acto de justiça, e de "Pantomineiro"

Boa noite! Começo hoje por dizer que não estou nada bem disposto! Estou muito chateado comigo mesmo. E vocês não querem saber, mas eu vou dizer-vos à mesma. Então não é, que eu me esqueci de uma coisa muito importante para a vida, que é o cartãozinho de militância? Não é um cartãozinho qualquer, nem num partido qualquer, tem de ser num partido que olhe pelos seus militantes. Um partido, ao exemplo do que olha pelos militantes de tal maneira, que se estes cometerem actos ilícitos, estão sempre a movimentar bastidores, e cenas assim do tipo maradas, com juízes, advogados, ou seja, com a justiça em geral. 

 Sim, aquela em que se por exemplo eu lá cair agora por meter uma cunha ao sr. da Leitaria para ele me arranjar maneira de ter uma consulta mais cedo no SAP, para curar os calos do cu, e a ASAE descobrir, levo com um processo inflamatório em cima, que me borro todo, e ainda apanho 3 quinze dias na “choldra”. É a mesma choldra que fugiria de mim a sete pés, se lhe mostra-se o cartãozinho de militante do tal partido. Um advogado bom, desses de nome (tem de ter pelo menos 3), também era capaz de me ajudar, mas teso como sou, ainda levava um processo de caloteiro do advogado, por falta de pagamento de honorários, e o cartãozito, ajuda sempre, e na maioria das vezes, é de borla, os favores, pagam-se mais tarde ao partido. 

E por este andar, ainda vou ter arranjar um andarilho mecânico, com rodízios de alta performance, e um motor duma daquelas motorizadas que vendem os morroquinos. Se cometer um acto ilícito, largo as canadianas, e fujo a sete pés! 

E pronto, esta semana foi o que se pode arranjar. Ah! E já agora, cuidado com aqueles políticos que enredam a justiça de tal forma, que no final, ainda recebem indemnizações, por terem sido julgados por crimes que cometeram, mas que prescreveram no tempo, e espaço. Fui!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Consequências do pensamento filosófico #23



As lojas de roupa são grandes de mais. Não sou só eu que o digo. As próprias mulheres admitem. E quando uma mulher admite que o seu mundo de sonho é capaz de ser exagerado de mais, é razão para estarmos preocupados. 

A Zara sempre foi o calcanhar de Aquiles para os homens. Uma espécie de Rally Dakar urbano, onde a estética é algo que deve ser tido em conta. O co-piloto é, neste caso, uma mulher que apenas diz as palavras “por aqui”, “anda”, “despacha-te” e “cuidado com a curva à direita dos cai-cai”. É, sem dúvida, uma prova de fogo para qualquer homem. Só os que trazem na bagagem um treino intensivo na Pull & Bear, na Bershka e na Stradivarius é que conseguem ultrapassar estas dificuldades. No entanto, há cerca de 3 anos, apareceu um novo fenómeno em Portugal: a Primark. 

Ora, se a Zara é o Rally Dakar, a Primark é a Volta ao Mundo em 80 dias. Aquilo tem o triplo do tamanho da Zara, e em vez de uma loja, pode ser considerado um peddy-papper. Ao que parece, só mesmo com o visto regularizado é que podemos entrar no estabelecimento. Quanto ao sofrimento para o sexo masculino: é demasiado grande. Desde o momento em que entramos, deparamo-nos com várias razões para não acreditarmos em Deus. Tem tudo o que achamos mau, em quantidades maiores. Se na Zara há uma secção para as malas, na Primark há um T1 duplex para as malas; se na Zara há casacos de lã, na Primark há um rebanho de ovelhas; se na Zara há o último grito da moda, na Primark há o antepenúltimo, o penúltimo, o último e o desclassificado grito da moda. É aterrador! Dar o primeiro passo na Primark é quase tão corajoso quanto o passo que o Neil Armstrong deu na Lua, em 1969. A grande diferença reside no que dizemos: “isto é um pequeno passo para o homem, mas um grande…espera aí! A sério? Um andar inteiro com leggings? Foda-se!”

sexta-feira, 4 de maio de 2012

#Congeminações do Baninha | Há promoções e coisas que me deixam assim...

Boas tardes, gentinha atarefada! Esta semana deu-me assim pró desleixe, e não fui comprar coisas ao Pingo Doce por altura da promoção dos 50%, porque em primeiro lugar, da forma como ando pró “Teso”, nunca me iriam fazer desconto em compras no valor de 0,20€ que tinha no bolso. Estas promoções são boas, para aqueles que têm acima de 100€ na sua conta bancária, ou nos bolsos. 

Se ninguém ler este texto, ao menos tem uma desculpa, estão ainda a atafulhar as dispensas com as compras, e se não couber lá tudo, há sempre por lá uma cama, com espaço por baixo, e um guarda-fatos com espaço por cima. 

 O que mais me impressionou, foi no Pingo Doce aqui perto, mesmo defronte ao talho da esquina, em que uma senhora se queixava de ter sido autuada, no corredor da charcutaria, pois, segundo o polícia, circula a baixa velocidade e aos “S”, e com excesso de carga. 

De categoria, seria agora, as finanças, e o “Vitinho”, decidirem dar corte de 50% nos impostos, e ver, as repartições de finanças a abarrotar, e com rutura de stokcs nos impressos de modelo para coiso. 

Bom, e esta semana fica também marcada, pelo regabofe que foi na ASAE, ao conseguir aplicar uma multa de 15000€, pelo alegado “Dumping” de 3 produtos na referida promoção dos 50%...

E pronto, foi o regabofe do costume, alumiado a “petróil”, porque a EDP ainda não decidiu fazer uma promoção de categoria “comó camandro”, em termos de percentagem avultada. Fui!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Mundo louco


Boa, então e como vai isso depois de tanto tempo?

Foi uma semana atribulada esta, começando pelo pingo doce e acabando na edição da playboy de hoje. A grande diferença entre estes dois acontecimentos é que um acabou com as prateleiras vazias e o segundo não… chato para mim que tinha comprado quantidades industriais de papel higiénico no pingo doce, se alguém se tem lembrado de por uma etiqueta a dizer “50% de desconto” na roupa da Ritinha aposto que estávamos todos satisfeitos.

Mas queriam o quê? A ultima pessoa a ver a moça nua não se deu bem com as curvas, acho que foi sensato da parte da playboy que a malta não tem dinheiro para andar a gastar em bate-chapas.

No ramo da ficção cientifica, os McCann querem reabrir o caso Maddie, ao que parece um taxista afirma ter transportado a criança e mais quatro homens no seu táxi… vamos ignorar a parte que o senhor está a admitir que transportou gente a mais no seu táxi e pensar que a pequenina Maddie fugiu de Portugal para não ouvir mais a Radio Amália… ou “bitaites” de bola com sotaque algarvio…

 Para a semana podem vir buscar o resto deste texto se apresentarem o respectivo talão

   até para a semana

segunda-feira, 23 de abril de 2012

#Congeminações do Baninha | É Proibido, proibir!

Boa tarde, gente curiosa. Esta semana a coisa não me correu de feição, não me correu a mim, e muito menos ao Sarkosy, se bem que para mim, mesmo que me corra mal, nunca terá o impacto de ver uma senhora gorda a chorar aos prantos por causa dum falhanço meu. 

O governo prepara-se para proibir, fumar dentro dos carros particulares quando estes transportam crianças, eu acho que o governo devia ir mais longe e proibia também o acto de se peidarem, já que este causa muito mais intoxicação do que o cigarro, e pode causar além disso, gripes e constipações, pois os demais ocupantes que são alvo do gás do grão, terem tendência para abrirem a janela logo de imediato, e como o tempo está instável, e ainda muito frio, daí ser um perigo para a saúde pública o “peidanço” em andamento. 

Por falar em proibir, eu se manda-se, proibia alguém de proibir, ou seja, o meu lema seria “É proibido, proibir!”. Ou vivemos em democracia, ou então vivemos num estado proibitivo, o que torna tudo mais lacónico, e com sentido de “Se é proibido, pode-se fazer!” Como diria o Professor Martelo. E quem for apanhado acontece-lhe alguma coisa? Não! 

Outra coisa que devia ser proibido, mas não há nada a fazer, era este blog estar tanto tempo sem ninguém aqui escrever, mas como sou contra qualquer proibição, proíbo alguém de proibir que se proíba o dito de estar assim em modos proibitivos, perceberam? Eu também não. 

E pronto, foi mais um texto proibido, que me saltou para fora da esfera de controlo, e assim proibido de escrever fiquei, pela dona cá de casa, que não acha piada nenhuma às proibições que implementei, de proibir seja o que for aqui em casa. Fui!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

#Congeminações do Baninha | As minhas Congeminações...

Boa Tarde. Eu congemino muitas vezes, e hoje não é excepção. Dei comigo a congeminar, que raio de golpe de estado é este na “Biné-Guissau?” Congeminações que me levaram a congeminar, por que raio se lembrou o Governo Português, de colocar em alerta máximo a FIR (Força de Intervenção Rápida) para resgatar portugueses daquela ex-colónia, certamente que o governo congeminou qualquer coisa. Pronto, já aqui estou, de Fuzil nas unhas, e a congeminar em levantar ferro rumo à “Biné-Guissau”. 

As congeminações dão munto trabalho, especialmente se forem congeminadas à pressa, o que não rara vezes acontece, e eu ainda hei-de congeminar porquê. Vocês até devem dizer, que raio de congeminações são as deste gajo? Ainda se ao menos congemina-se em condições. Pois é, é o que vos digo, motivo para congeminar, não me falta, e aos nosso políticos então, esses, são campeões mundiais da congeminação, estão sempre, 24h/24h, a congeminar a melhor maneira de se auto favorecerem, e de nos foderem, mas congeminam sempre, de forma ordeira, e ao de leve, para não nos fazer doer muito. 

Ainda quero saber, como vai o Sporting congeminar, uma forma daqui para a frente, para falar mal da arbitragem, depois do escândalo que foi, o caso cardinali. Certamente que Paulo Pereira Cristóvão, congeminou, que os 2000€ a pagar a um Cardinali, seria para um espetáculo de circo, não que este seja menos palhaço que os verdadeiros que atuam no Circo Cardinali, mas este ainda não tem o nariz vermelho, e pelos vistos, os 2000€ são poucos para pagar “fruta”. 

Esta semana, enquanto eu congeminava sobre a maneira de fazer um bom negócio, eis que explode uma conduta de Gás, em Matosinhos, causando um morto e um ferido grave a lamentar. Segundo o que se apurou, o encarregado disse ao manobrador que ali passava uma conduta, mas esqueceu-se de dizer a que horas. 

E foi assim, uma lição de congeminações, que já andava a congeminar há muito tempo, e que congemino que, para a semana a coisa vai ser bem mais congeminada. Fui!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Coisas, pá.

Viver não é fácil. Como disse Lili Caneças num dia de lucidez - e parafraseando o filósofo Sócrates - estar vivo é o contrário de estar morto. Uma frase bonita decerto, mas longe da profundidade existencial de “morde aqui a ver se eu deixo” ou “vai mamar na piça de um cavalo, ó merda”. É filosofia da baratucha. De frases destas também eu sou capaz, principalmente quando mergulho o fígado em álcool.

Por exemplo, ser gordo é o contrário de ser magro. Ser mulher é o contrário de ser homem. Ser homem é o contrário de ser José Castelo Branco. E mulher ao mesmo tempo. Mau.

Muitas vezes me questiono. Duvido. Preocupam-me coisas triviais, como a ausência de pessoas amigas e de um piaçaba numa casa de banho. Não numa casa de banho remota, de onde se caga e foge sem que alguém venha questionar quem ali deixou aquele rasto de cagalhão; antes, numa casa de banho de pessoas amigas que vão saber quem o deixou de imediato. Isto deixa-me a pensar.

Como é possível ter uma sanita tão limpinha sem piaçaba? Estarei na presença de seres com poderes mágicos, capazes de fazer o seu próprio cocó flutuar e mergulhar na sanita a seu bel-prazer? Entre um ou dois macacos que tiro do nariz enquanto penso nesta situação, começo - como a senhora dos apanhados - a panicar. Imagino a vida sem o piaçaba e mergulho numa profunda depressão merdosa, acabando por compreender que não sou uma pessoa normal.

Se pensarmos bem, o piaçaba é uma espécie de varinha mágica, na medida em que faz desaparecer merdas. E isto é talvez das coisas que mais útil é saber. Lembra-te bem destas palavras Harry Potter, pois nunca se sabe quando te vais ver enrascado.


Pois.

domingo, 8 de abril de 2012

Podem cortar no subsídio, mas aviso que já vão tarde

Olá! Quero começar por dizer que não escrevo esta rubrica segundo o acordo ortográfico porque estou à espera que apareça o terceiro acordo, ok? Podem descontar nos subsídios as letras que utilizar a mais, mas aviso que se estão a pensar nisso já houve alguém que se antecipou.

Pois é, segundo o próprio Primeiro-ministro, os subsídios só voltaram e de forma gradual em 2015, o que me deixa a questão: Não é cedo demais para se começar a fazer campanha política para as legislativas desse ano? Uma coisa é certa, o slogan das últimas legislativas “Está na hora de mudar” faz todo sentido. Esta semana podemos mudar duas coisas: Laranja faz bem ao organismo mas faz muito mal aos subsídios e já que estamos numa de cortar, podemos remover a palavra “vitamina” da expressão: “Laranja tem muita vitamina C” e ficamos só com o “muito C” de Cortes, Congelamentos, Cancelamentos, etc (O etc não começa por C!?!? Começa se lerem ao contrario).

Um conselho, se fosse a vocês conferia a vossa folha de vencimento, porque ou eu me engano muito ou o Passos Coelho vai ponderar descontar o dia a todos os ateus que gozaram a Sexta-Feira Santa!

Para concluir, existem pessoas que compram máquinas para tudo e depois ficam chateadas quando o patrão as substitui por máquinas, posto isto, pensem bem antes de ofereceram uma Bimby lá para casa. Já que falei na Bimby, acreditam que fiquei um pouco desiludido? Falaram-me tão bem do eletrodoméstico e não é que vim a descobrir que mesmo sendo um robot de cozinha não limpa essa divisão da casa? Até para a semana.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

#Congeminações do Baninha | É Sexta Feira, Yeah!

É sexta-feira, yeah!
Javardei a semana inteira, yeah!
Hoje escrevo na brincadeira, yeah!
Mas ninguém me passa cartão,
Alguém me arranje um Texto, bom
Bom, Bom, Bom, Já, Já, Já, Já...

Depois deste pequeno desabafo, desculpa lá Boss AC, pelo aproveitamento da minha pessoa, face à tua letra, mas não resisti e a música não me sai da cachola.

Venho também desejar a todos os leitores deste humilde espaço blogosférico, uma santa Páscoa. Não se metam à parva com as amêndoas, até porque elas levam sempre a melhor.

No plano político desta semana, pouco há a dizer, mas uma coisa que me marcou, e marcou todos os portugueses (ainda me dói o cu), foi o diz que não disse, mas afinal disse, do Victor Gaspar em relação ao plano de ajustamento, que numa semana passou de terminar em 2013, para terminar em 2014, como havia categoricamente afirmado, o ministro Gaspar. Bom, por este andar, chegamos ao final deste ano com um plano de ajustamento a acabar em dois mil e troca o passo, e as latas de Vaselina, esgotadas a nível nacional, tal é o "enrabanço" a que o tuga está sujeito.

 

No plano desportivo, o meu Benfica, foi eliminado pelo "Celso" (palavras de JJ) nos 1/4 de final da liga dos campeões. O Benfica, pode agora descansar, e só se concentrar nos 5 jogos que faltam para o final do campeonato, para poder deixá-lo fugir. Obrigado Platini, pelo belo serviço que prestas ao Futebol Inglês.






Uma surpresa este Sporting de Sá Pinto. O Metalist, viu-se aflito para defrontar este Leão assanhado, que com as unhacas o Sá Pinto tem feito milagres naquele Balneário. Os jogadores sabem, que os socos, biqueiros e chapadas, não matam, mas moem...

Até para semana se Deus quiser e se os meus Joaenetes o permitirem, pois lembraram-se agora de andar à porfia a ver quem calça melhor. Fui!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Portugal e as suas onomatopeias

Há flagelos que assolam a sociedade e ameaçam estilhaçar os pilares de uma comunidade com valores.

Há de facto corrupção. Há deveras branqueamento de capitais. Há com certeza assalto à mão armada. Infelizmente, o que também há, é Xana Toc Toc. Sim, essa matulona da Xana Toc Toc.

Para quem não sabe, Xana Toc Toc é uma mulher feita, que decidiu apostar numa carreira artística que passa essencialmente por cantar canções que falam sobre...não sei sobre o que falam as canções dela. Na medida em que não falam de nada. É só vê-la por aí de roupinhas cor-de-rosa e lacinhos montada numa desgraçada de uma bicicleta.

Em resumo, não percebi bem o que é que ela anda a cantar tirando a parte em que diz que é muito curiosa e que gosta de bater de porta em porta a fazer perguntas. Eu tenho um nome para isso, chama-se bisbilhotice e tenho duas vizinhas assim. Uma delas têm sempre a casa a cheirar a peixe frito.

Depois diz que gosta muito de aprender, porque isto é um disco para crianças e as crianças sabem que têm que aprender. Bons eram os tempos em que, ao contrário de hoje com as Xanas Toques Toques deste mundo, o único incentivo que os miúdos tinham para estudar era tentar não levar na tromba. Existem valores que se perdem e eu condeno isso.

Sim, passou-se uma semana e a única coisa que vim aqui escrever foi sobre uma mulher/caixa-de-crayons que sempre que sai à rua desencadeia três ataques epilépticos por minuto. Perdão, peço perdão.


Ainda uma palavra de carinho dedicada a esse anónimo que tem como trabalho ter que sair da sua masmorra todos os anos e vir desenhar o já clássico nariz de pinóquio no político da actualidade para o dia 1 de Abril. Obviamente um trabalho a recibos verdes e sem subsídio de alimentação.

Diário de um Polícia de Choque

Os dias arrastam-se no meio desta fatídica existência policial. Às vezes no banho, quando envolto em água e champô do Lidl aproveito para me tocar, questiono-me também se realmente Deus existe e se sim, porque me terá brindado com um pénis do tamanho de um Playmobil. Talvez faça tudo parte de um grande plano universal. Questiono-me também se esse mesmo Deus haverá criado outras criaturas inteligentes na galáxia e se sim, terão elas órgãos sexuais maiores que o meu? Parece-me óbvia a conclusão.

Acordei pelas nove horas, já o sol se impunha no céu, caralhesco e sublime. Este reino celestial povoado de pombos que regozijam ao defecar em cima das pessoas é o retrato mais próximo da realidade da sociedade em que vivemos: os que estão em cima cagam para os que estão em baixo; dos que estão em baixo há depois os que fogem desses cagalhões e os que os comem.
Revistei o armário da cozinha por vestígios de comida. Encontrei apenas umas batatas fritas de pacote já fora de prazo. Polvilhei-as de açúcar amarelo e usei-as como cereais sobre o leite azedo que ainda me restava no frigorífico. Nos tempos que correm, isto não está para estragar.

Chegámos à manifestação já o venenoso pequeno-almoço me atacava com ferocidade os intestinos fragilizados. Soltei várias bufas sem que nenhum dos meus colegas reparasse. Pensei que afinal os nossos capacetes com visor também tinham alguma utilidade. Reflecti sobre o facto do bastão com que agrido pessoas ser pelo menos sete vezes mais comprido que a minha pila, e que talvez essa frustração e sexualidade reprimida tenham algo a ver com a minha agressividade. Falo por mim, isto para não falar do meu colega Matias que gosta de uma “chuva dourada” ou do Rodrigues, que se masturba para meias da raquete desde os treze anos de idade. Avançamos sobre a população quieta entre muitas dúvidas mas com uma certeza: espancar pessoas é mesmo o nosso único talento. Valha-nos isso.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Consequências do meu pensamento filosófico #22


video


Parte de mim ainda não recuperou totalmente após o visionamento deste vídeo. Tudo começou no sábado à noite, quando o Bruno César catalisa o Estádio da Luz, com um golo ao cair do pano. O que surgiu de seguida? Folia, muita folia! Uns abraçavam a pessoa que se encontrava ao seu lado. Outros, como num gesto egoísta, celebravam sozinhos, com exaltação. E, depois, há isto.

No entanto, “isto” não é uma coisa qualquer. “Isto”, meus amigos, deixa o Bocage a corar de vergonha; “isto” faz com que a Faixa de Gaza seja um parque de diversões; “isto” faz com que o Rambo enverede pela homossexualidade; “isto” já deu para perceber que pela vontade do autor continuava por mais umas linhas.

O que tenho que fazer é tentar entrar na cabeça daquele barrote, e perceber o que a levou a reagir daquela forma. Ficam aqui os pontos conclusivos:

Ponto 1 - Pelo que posso perceber, ela está a exteriorizar toda a sua felicidade que se encontrava enclausurada debaixo daquele musgo. Creio que isto seja notório.

Ponto 2 - A forma que ela demonstra a sua felicidade com o sucedido, é através não de um, não de dois, mas sim, de três portentosos piretes. Reparem, com atenção, no vídeo: ela, inicialmente, com as duas mãos atira com dois grandes objectos penianos para a televisão; de seguida, após ter pensado, “calma, eu consigo avacalhar mais esta situação”, desfere o popular gesto do Zé Povinho, mas reparem, com um upgrade de grande valor. Enquanto que a personagem criada por Rafael Bordalo Pinheiro faz, apenas e só, um manguito com os dois braços, esta nossa senhora cruza os braços, mas continua a disparar com os outros dois das suas mãos. Ou seja, de uma só assentada, ela solta um trio de ataque peniano para Portugal inteiro!

Ponto 3 – Já consegui concluir que este gesto foi feito quando esta sujeita estava numa situação de alegria imensa. Ou seja, isto que vimos é um comportamento de uma pessoa extremamente feliz. Daí, eu pedir-vos uma coisa: se, por acaso, alguém conhecer o patrão desta mulher, que lhe peça para a despedir e gravar a reacção dela ao despedimento. Imperdível!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Resumidamente, foi isto...

Olá, sabem que dia foi 1 de Abril? Isso mesmo, domingo! Excelente dia para se terminar um curso superior e se poder dizer que somos engenheiros.

Parece que finalmente começou a chover, se bem que a sério só de Santarém para baixo, acho que ao contrário do bispo de Beja, que pediu para rezarmos pela chuva, o de cá já deve ter coisas combinadas. O importante é que já chove e ainda bem pois o meu carro já tinha tanto pólen que parecia uma ecografia ao estômago de um correio de droga.

Cristiano Ronaldo, em entrevista para a TVI, disse que tem deixado marca em todo o lado que tem passado. É a chamada “relação poste/cão”?

Esta semana li que os eleitores de direita em França praticam menos sexo do que os de esquerda, a questão é: O que anda o Sócrates a fazer por lá?

A candidatura do cante alentejano a Património da Humanidade foi adiada, se for para seguir os mesmo procedimentos do Fado, falta ainda colocar um representante no Panteão Nacional.

Portugal encabeça lista dos maiores consumidores de álcool da Europa. Agora sim percebo o porquê de um estudo ter revelado que Lisboa tem dos Homens mais bonitos do mundo.

Para concluir, os jovens de Fukushima têm mesmo sorte não têm? Depois do sismo de 8,9 na escala de Richter seguido de tsunami de sete metros, conseguiram fazer com que o Presidente da República não fugisse à última da hora do encontro como fez com os jovens da Escola António Arroio! Até para a semana.

sexta-feira, 30 de março de 2012

#Congeminações do Baninha | Esta semana vai chover...

E “Voilá”, cá estou eu. Eu sei que vocês estão ansiosos por me ver escrever mais um texto arrepiante e sem piada nenhuma, mas eu prometo, desta vez, eu vou-vos desapontar. 

Uma coisa que me deixa a pensar, são os veículos prioritários. Para quem não sabe, veículo prioritário, é todo aquele que assinala a marcha de urgência, normalmente com luzes rotativas de cor azul, segundo diz, claro está, o código da estrada. O que me preocupa, não são os veículos em si, mas a sua utilização, e quem os utiliza. 

No caso dos veículos de socorro, Ambulâncias, Bombeiros, etc., justifica-se a sua componente prioritária, pois podem estar vidas em perigo. No caso das forças de segurança, também se justifica a sua utilização, pois podem também estar cidadãos em perigo, ou ladrões a fugir, ou terroristas a atacar um quintal qualquer, agora, os veículos dos serviços prisionais, são prioritários em que medida? 

Só vejo uma resposta, que é, eles assinalam a marcha de urgência, para levarem o arguido ao tribunal, e conseguirem chegar a horas e não fazer o “shôtor” Juiz esperar. Depois, esperam aí umas duas horas, porque o “shôtor” Juiz, afinal está atrasado devido a ter ido a despachos de processos. Na minha opinião, estes veículos deviam circular disfarçados de carros blindados de transporte de valores, poupava-se muito dinheiro ao estado, e confundiam-se assim, os ladrões, que por sua vez seriam menos eficazes, e haveria assim menos tipos para ter de transportar a tribunal, e daqui a dois anos estes veículos já não faziam sentido de existirem, percebem? Ok, eu também não. 

No plano astrofísico da liga dos campeões, esta semana correu mal ao Benfica. Entrou em campo, com um “Supermaxi” do Lado direito, e do Lado esquerdo, o novo gelado da olá que vem substituir o “Perna-de-pau” o “EMERSON”. JJ já vem dizer, que era muito melhor ter um “Perna-de-pau”, porque sempre podia partir as canelas aos jogadores do “Celso”. 

Té pá semana, e não digam a ninguém que vão daqui… Fui!